Bem-vindo ao Universo Freelancer


 Dicas Importantes para Quem Está Começando.

 

O mercado de freelancer tem crescido cada vez mais, mesmo pessoas com boas graduações e um currículo repleto de qualificações profissionais tem optado em se aventurar em um mercado com mais autonomia no trabalho.

As vantagens que levam a essa decisão são muitas, como:

  • Liberdade salarial, onde o profissional decide quanto cobrar por seu serviço e quanto serviço pegar por semana/mês;
  • Maior conforto, levando em consideração que você não precisa mais trabalhar em um escritório, se locomover diariamente, pegar trânsito;
  • Autonomia, mesmo que o freelancer seja um prestador de serviços, há muita autonomia referente ao tempo e modo como o trabalho será feito.

Se você está começando agora a entrar nesse universo freelancer ou essa ideia faz sua cabeça há um tempo, esse post é perfeito. Esclarecerei algumas dúvidas muito comuns para quem está começando agora ou quer entrar no mercado como freelancer. Em breve criaremos um FAQ ou seja, perguntas mais frequentes com dicas e respostas para as mais diversas curiosidades.

  • Por onde começar para ser freelancer?

    Dicas para Freelancers

    Dicas para Freelancers  @Pixabay

Há diversos sites e plataformas que podem te ajudar nesse momento inicial a conseguir os melhores trabalhos e encontrar bons contatos para começar a trabalhar como freelancer. Alguns dos sites mais famosos são:

  • Workana
  • 99 Frelas
  • Prolancer
  • Freelancer

Nesses sites você se cadastra, colocando suas qualificações e a área de atuação em que deseja prestar seus serviços, e encontra diversas empresas ou clientes com projetos na área em que você trabalha, assim faz suas propostas com o preço que cobra, prazos e afins, e aguarda o contato para início do trabalho. É bem simples e prático.

Quanto o quesito da área em que vai trabalhar, o ideal é você começar por onde você é qualificado, obviamente. Qual a área em que você tem melhores aptidões? Pois, essa é a área em que você vai conseguir realizar melhor seus trabalhos e ser um melhor profissional.

As áreas que estão mais em expansão sempre e com grandes trabalhos são as de comunicação – jornalismo, publicidade, mídias sociais -, programação, informática, desenvolvimento de sites, web designer, por exemplo.

  • Preciso ter experiência?

Para se freelancer não é estritamente necessário que você tenha uma qualificação profunda ou então muitas experiências. Aliás, várias pessoas começam a ser freelancers justamente para ganhar a experiência que irá agregar mais valor futuramente.

Claro que isso varia muito da área em que você exerce, e quanto mais experiência e boas qualificações você tem, mais você poderá cobrar pelos seus serviços.

Mas em uma visão geral, qualquer pessoa, seja com um currículo recheado de informações ou com apenas o básico, pode ser freelancer e conseguir se estabelecer no mercado contanto que faça bem o seu trabalho.

  • Quanto posso chegar a ganhar por mês?

O salário de um freelancer varia muito, e são muitos fatores que fazem isso depender. Como foi dito acima, quanto mais há qualificações, mais você pode cobrar pelo serviço.

Sendo assim, o valor da sua hora de trabalho irá determinar muito quanto você irá receber no final do mês. Outro fator determinante é quantas horas por dia você está disposto a trabalhar e, assim, quantos trabalhos você pega por mês ou semana.

Por exemplo, um freelancer que cobra R$8 a hora e trabalha 8 horas por dia, cinco dias por semana, recebe no final do mês em torno de R$1.200 a R$1.300 reais. Porém, há freelancers que recebem mais de 5 mil reais por mês. Ou seja, o seu salário pode variar bastante.

  • Freelancer precisa possuir uma empresa?

Um freelancer pode ser completamente autônomo e sem nenhum vinculo de serviço com nenhuma pessoa ou empresa especifica, trabalhando temporariamente em variados tipos de prestações de serviços de forma autônoma e individual.

  • Freelancer é o mesmo que um profissional autônomo?

O freelancer é um profissional que presta serviços, seja uma empresa ou pessoa, sem o compromisso fixo, ou seja, faz uma prestação de serviços temporariamente de maneira informal e autônoma.

Ele, embora não seja de fato um profissional autônomo, conta com todas as vantagens que o autônomo tem, como as liberdades de salario, de modo de produção e etc.

  • Tenho que pagar taxas para o governo?

    Pagando Taxas e Impostos de um Freelancer

    Pagando Taxas e Impostos de um Freelancer

O freelancer como um profissional autônomo, se enquadra muitas vezes na categoria de MEI (Microempreendedor individual), dessa forma é necessário que haja um pagamento mensal ao governo para que a pessoa possa abrir conta bancária, pedir empréstimos e emitir notas ficais.

Atualmente a quantia para a prestação de serviço é de R$51,80 ao mês, que é destinado à Previdência Social, assim ele tem direito à aposentadoria, auxilio doença e maternidade garantidos pela lei do Microempreendedor. (Fonte: www.portaldoempreendedor.gov.br/meimicroempreendedor-individual)

Muitos profissionais que trabalham como freelancer resolvem não prestar contas ao governo pelos serviços prestados de maneira autônoma, tanto pela questão burocrática que há para se legalizar como um pequeno empresário, tanto por muitas vezes fazerem isso de maneira ocasional.

No entanto, legalizar o trabalho é de grande importância para que você tenha seus direitos garantidos e consiga pagar os impostos, se mantendo legalizado.

Publicado em Super Dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *